O Belga Hotel está localizado próximo às mais novas atrações do Rio de Janeiro e entrega quartos inteligentes, design moderno, restaurante internacional e um atendimento de excelência.

No último fim de semana de janeiro/2017 fomos convidados pela MMA COMM para a pré-abertura do Belga Hotel no Rio de Janeiro. Adoramos o convite, estávamos ansiosos para conhecer este empreendimento que está localizado na Rua dos Andradas esquina com Avenida Marechal Floriano, no Centro, justamente a região mais beneficiada pelos investimentos dos Jogos Olímpicos de 2016.

A localização é o ponto alto do Belga Hotel, o Aeroporto Santos Dumont está a 2 km, a Baía de Guanabara fica a pouco mais de 3 km, o Estádio do Maracanã está a 5 km e tanto a estação de metrô Uruguaiana, quanto o novo e moderno VLT ficam a 100 metros da propriedade, ou seja, é muito fácil, rápido e seguro chegar a diferentes bairros cariocas e às praias da Zona Sul.

A previsão de abertura é ainda no mês de fevereiro, beneficiando os foliões que pretendem assistir o carnaval no Sambódromo da Marquês de Sapucaí (os hóspedes podem ir á pé para o evento que fica a menos de 2km) ou nos blocos de rua que circulam por ali. Durante esta matéria vou falar também dos roteiros integrados, já que o hotel está no corredor cultural e histórico com os mais novos atrativos turísticos do Rio de janeiro.

Apesar de ter suas dependências totalmente reformadas o Belga Hotel manteve os traços arquitetônicos originais da fachada no estilo Art déco construída em 1927, nada mais justo com a cidade que é considerada a capital deste estilo na América Latina. Além do acervo com cerca de 300 prédios e construções o Rio de Janeiro é conhecido pela maior estátua Art Déco do mundo, o Cristo Redentor.

O prédio tem 5 andares, todos remodelados com a assinatura do arquiteto belga Dirk Engelen do renomado escritório B-architecten que encontrou o equilíbrio entre elementos clássicos de design como o elevador pantográfico recuperado e a escadaria em mármore Carrara original contrastando diretamente com as inovações tecnológicas e o conceito “smart” que o empreendimento deseja alcançar.

Serão ofertados 25 quartos em três opções de hospedagem: Standard, Superior e Executivo.

Nos acomodamos na suíte executiva de número 305, um quarto espaçoso, com ótima iluminação natural, vista para a esquina e cama tamanho Queen. A decoração é de muito bom gosto, as cortinas de nosso quarto estampavam referências ao artista René Magritte.

Fomos os primeiros a testar a cama e o enxoval deste quarto. Em nossa estadia sentimos um pouco de desconforto na divisória da cama, com uma elevação no centro, entretanto o gerente geral afirmou que serão efetuadas modificações nos colchões antes da abertura oficial. Tirando o fato da cama estar “dividida” as noites de sono foram confortáveis e relaxantes, o moderno sistema de isolamento acústico nas paredes e pisos é eficiente e faz toda a diferença.

O design dos móveis chama a atenção, detalhes como o baú para malas que fica embaixo da cama ou o cofre na vertical deixam claro que o conceito “smart” aqui é realmente “inteligente” já que o quarto ganha muito em espaço com estas pequenas intervenções.

As janelas recuperadas da construção original tem pelo menos três funções, quando abertas expandem o ambiente, quando fechadas podem combinar a entrada de luz pela parte superior e a entrada de ar externo na parte inferior. Alguns cabides de metal ajudam na organização das roupas. O frigobar é prático e portava apenas água mineral em nossa visita, com certeza trará outras opções na inauguração oficial do Belga Hotel.

O pequeno banheiro é cheio de personalidade, começando pelo diferente design do box blindex com vidro curvo, um charme. Mas o que mais chama a atenção aqui é a iluminação em LED multicor personalizável com controle remoto, tem várias opções para quem deseja um banho cromoterápico e até funções onde as luzes ficam mudando de cor criando uma espécie de “balada no chuveiro”, chuveiro este que é super relaxante e tem uma ótima vazão d`água, só achamos um pouco desconfortável os registros ficarem na parte de fora do box, é inevitável molhar todo banheiro ao abrir e fechar a água.

Os amenities trazem sabonete líquido, hidratante, condicionador e shampoo da Terra Brasilis, a maior empresa fabricante de cosméticos para hotelaria do Brasil. Se você prefere sabonete em barra sugerimos levar de casa para que o banho possa ser mais proveitoso. Toca de banho e pente também são disponibilizados..

A pia fica de frente para cama, entre as janelas, a bancada não é muito grande então esqueça a possibilidade de espalhar aquelas maquiagens todas. As toalhas de rosto personalizadas são macias e de boa qualidade.

A Smart TV com tela de LED é inovadora e super útil, muito fácil de espelhar o notebook, tablet ou smartphone e assistir à filmes, ouvir música ou jogar games na tela grande. Esta tecnologia fica melhor ainda com o wifi gratuito de alta velocidade disponibilizado pelo Belga Hotel, infelizmente a internet ainda não estava funcionando na pré abertura, mesmo assim pudemos ver o enorme potencial deste sistema.

Visitamos os outros apartamentos para entendermos melhor as diferenças entre os quartos. Todos possuem as camas inteligentes, com espaço para malas e cofre integrados, banheiros com iluminação de LED multicolor personalizável, ar condicionado e Smart TV as únicas diferenças do Standard, Superior e Executivo são realmente o tamanho e a incidência de luz natural.

Alguns detalhes do ambiente interno do prédio são bem interessantes, por exemplo, cada andar tem uma cor definida, o segundo pavimento tem as paredes azuis enquanto o terceiro é vermelho. Alguns small lounges estavam sendo montados em nossa visita, na inauguração estes espaços contarão com minibiblioteca e escritório.

Como o Belga está situado dentro da nova área turística carioca tivemos a oportunidade de testar o sistema de concierge próprio do hotel que organizou todos serviços turísticos, incluindo a reserva de ingressos para nossa visita ao Museu do Amanhã, Museu de Arte do Rio (MAR) e ao AquaRio.

Nosso primeiro destino foi o walking tour “Pequena África” que teve como guia o simpático Leandro Machado da Compartilhe Turismo, aliás, Leandro foi o guia de todos nossos passeios e todos foram feitos caminhando devido a facilidade de acesso e proximidade com o Belga Hotel.

A história do Rio de Janeiro passa pelo período onde a cidade chegou a ser o maior porto de desembarque de escravos africanos do mundo. O tour guiado nos levou a entender melhor este momento da escravatura na cidade, aprendemos muito sobre a história da Praça Mauá e o Largo da Prainha com seus movimentos culturais de grande relevância até os dias de hoje.

Seguimos pela Pedra do Sal que foi onde nasceu e continua sendo um templo do samba, o Morro da Conceição, sua natureza e seus mirantes no meio do centro do Rio de Janeiro e o Jardim Suspenso do Valongo, construído para os moradores do Morro da Conceição no início do século XX.

O tour ainda contemplou o Cais do Valongo, que hoje é um campo arqueológico a céu aberto com os traços da chegada dos africanos escravizados na cidade e acabamos a reveladora caminhada no Instituto Pretos Novos um importante cemitério de escravos com escavações ainda sendo processadas.

Outro passeio incrível foi conhecer o Museu do Amanhã, uma obra de arte arquitetônica de Santiago Calatrava que fica na Praça Mauá, a menos de 650 metros do Belga Hotel. Entre os projetos mais famosos de Calatrava estão a Puente de la Mujer, em Buenos Aires, Argentina, a Cidade das Artes e das Ciências, em Valência, Espanha e o Complexo Olímpico de Atenas na Grécia.

O Museu do Amanhã tem instalações que mostram a evolução do planeta e trazem grandes reflexões sobre nosso futuro na Terra. Tudo é muito interativo e atraente, são shows de projeções, sons e luzes que nos fizeram ficar totalmente envolvidos ao mesmo tempo que absorvemos vários conhecimentos valiosos.

Nosso guia Leandro intercalou os passeios com muita informação e um panorama completo sobre o Rio de Janeiro e suas diversas mudanças ao longo dos tempos.

No complexo do Porto Maravilha visitamos o MAR – Museu de Arte do Rio, trata-se de dois prédios com estilos arquitetônicos totalmente diferentes que estão interligados por uma cobertura de concreto. A visitação é feita de cima para baixo. Subimos até o último andar onde pudemos ter uma vista linda do Museu do Amanhã e da Região Portuária e depois começamos a descer pelos andares de exposições.

Visitamos a exposição Leopoldina: princesa da independência, das artes e das ciências e Cores do Brasil. A qualidade das exposições do MAR é excepcional, a estrutura do Museu e a curadoria das exposições é de alto nível.

Seguindo a trilha das novidades do Rio de Janeiro pegamos o VLT (a 100 metros do Belga Hotel) para visitarmos o Boulevard Olímpico e a obra “Etnias” do artista Eduardo Kobra. O imenso painel colorido figura no Guinness Book como o maior grafite do mundo.

Aproveitando o mesmo ticket do VLT, que aliás é um meio de transporte rápido, barato e super seguro, seguimos para o AquaRio, o maior aquário da América do Sul. Ao todo são 26 mil m² de área construída, 3 mil exemplares marinhos e 4,5 milhões de litros de água.

A grande atração do AquaRio é o imenso Tanque Oceânico com dois níveis de altura. Na parte alta a diversão fica por conta das dezenas de arraias, da Margarida, um tubarão mangona fêmea com 2 metros de comprimento e Sharon (da espécie lambaru) que mede 2,5 metros.

No andar de baixo caminhamos dentro de um túnel de acrílico, apelidado de “túnel de selfie”, um dos lugares mais legais para se tirar fotos. Todos ficamos submersos, abaixo dos 3,5 milhões de litros d’água e muito próximos das arraias, dos peixes e tubarões.

Compreendendo que o público alvo do Belga Hotel é predominantemente corporativo concluímos que muitos dos executivos que estiverem a trabalho durante a semana no Rio de Janeiro poderão “esticar” a estadia para os fins de semana onde aproveitarão todos os atrativos deste novo estilo de vida carioca.

Em uma próxima visita ao Belga Hotel escolheremos novamente a suíte executiva principalmente pela sacada e a vista para o centro.

O Belga Hotel nos proporcionou ótimos momentos, mesmo com a estrutura ainda nos últimos retoques. A temática “Bélgica” é de bom gosto, sem exageros, o ambiente intimista é ótimo para relaxar, mas o que nos conquistou de verdade foram as pessoas, todos os colaboradores, independente do cargo, estiveram dedicados a nos proporcionar uma estadia inesquecível. Com um time deste nível o empreendimento tem tudo para dar certo.

Não perca a matéria inteiramente dedicada a gastronomia do Belga Hotel.

Você encontrará nossas fotos no instagram.com/comerdormirviajar
Para ver tudo o que postamos sobre esta região do Rio de Janeiro basta buscar pela tag #CDVTripBelga

Belga Hotel e Restaurante
Rua dos Andradas, 129, esquina com Av. Marechal Floriano
Centro
Rio de Janeiro – RJ – Brasil
+55 21 2263 9086
belgahotel.com.br

Comentários pelo Facebook

728x90

2 COMENTÁRIOS

  1. já fiz muitas viagens, e tive muitos bons momentos graças ao que eu li no Comer Dormir Viajar, muito obrigado, continuem assim

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here