O Cerro Chapelco é um dos centros de ski mais especiais da Argentina. Impossível não se apaixonar por este cenário emoldurado por montanhas, de frente a um lindo lago e com pinheiros cobertos de neve.

A simpática San Martin de los Andes, no coração da Patagônia Argentina, é a cidade-base para quem deseja visitar o cordão montanhoso da Cordilheira dos Andes conhecido como Chapelco.

O aeroporto próprio, batizado de Aviador Carlos Campos, fica a menos de 20 km do centro da cidade. Durante o inverno os brasileiros se beneficiam dos voos regulares diários feitos pela Aerolíneas Argentinas.

Outra porta de entrada muito utilizada para Cerro Chapelco é o aeroporto de Bariloche, distante cerca de 263 Km de San Martin de los Andes. Em San Carlos de Bariloche é possível alugar um carro ou pegar um ônibus, os valores atualizados podem ser conferidos aqui: albus.com.ar

A oferta de transportes entre San Martin de los Andes até o Cerro Chapelco é vasta, todos os hotéis possuem indicações de transfers que geralmente são feitos em vans que saem por volta das 10:00 e retornam à partir das 16:00. Para quem está viajando em grupo existe a possibilidade de contratar um transporte exclusivo com horários mais flexíveis. O trajeto até o centro de esqui leva cerca de 25 minutos montanha acima.

Chapelco conta com uma excelente infraestrutura, são diversos bares, cafés, restaurantes e locais para aluguel de equipamentos. Existe a possibilidade de alugar as roupas e equipamentos em San Martin e depois retirar na montanha ou então alugar tudo por aqui mesmo.

A dica é testar cada item com muita calma para que não fique desconfortável ou até cause algum tipo de acidente depois. Não esqueça de relatar o seu peso de forma mais exata possível e outros detalhes como se você é canhoto, isto fará muita diferença no final.

Após estar todo equipado é só pegar um lift (cabine ou teleférico) e subir até o Antulauquen também chamado de Cota 1600, ponto base para se aproveitar as facilidades do Cerro Chapelco.

A base da montanha fica a 1.250 metros acima do nível médio do mar e o topo está a 1.980 metros. Ao todo são 28 pistas, 12 meios de elevação com capacidade para transportar cerca de 20 mil pessoas por hora e uma superfície esquiável superior a 140 hectares (1.400.000m²).

São 5,3 quilômetros de percursos em pistas divididas entre iniciantes (25% do total), intermediário (30% do total), avançado (30% do total) e expert (15% do total).

Apesar de as pistas terem inclinação máxima menor do que outras estações de ski famosas na Argentina (como Cerro Catedral em Bariloche) Chapelco tem o grande diferencial de se poder esquiar em meio ao bosque de lengas. Praticar esportes de neve entre as árvores é uma experiência sensacional que praticamente tira a graça de esquiar novamente nas pistas sem vegetação.

Na Cota 1600 existe a possibilidade de subir aos cumes mais altos, entretanto, só são permitidos nos lifts visitantes com equipamento já que a volta só é possível de ser feita esquiando. Nesta parte da montanha pode-se contratar aulas em grupo ou particulares.

Dica: Se você deseja pegar neve no Cerro Chapelco com maior taxa de certeza escolha as datas entre a última semana de julho e as duas primeiras semanas do mês de agosto. À partir da terceira semana de agosto os preços diminuem, o mês mais barato é setembro.

Indicamos fazer aulas particulares caso você nunca tenha esquiado ou ainda não se sente seguro com os equipamentos. Se você ficar mais de um dia em Chapelco terá uma ótima oportunidade para descobrir se o que você mais gosta é esqui ou snowboard, dá para fazer aulas de esqui no primeiro dia, snowboard no segundo e ficar livre para aproveitar a neve da forma que mais lhe agradar no terceiro dia.

A segurança do Cerro Chapelco é outro fator que impressiona, as patrulhas são altamente capacitadas, existem vários postos fixos na montanha e diversos pontos de observação.

Elegemos para o almoço o restaurante Antu Lauquen. Aqui tem boa comida, ótimas vistas, banheiros bem cuidados e excelente custo x benefício.

Como já citamos, a montanha é muito segura, então basta deixar os equipamentos no lado de fora e curtir bons momentos no restaurante.

São várias opções de lanches, pratos frios e quentes, além de cafés. O espaço tem calefação central e é super quentinho!

O buffet é o espaço com os melhores preços, basta pegar seu “bandeijão” e escolher porções como Creme de Verduras por AR$ 140,00 (R$ 26,00), Carré de Porco AR$ 240,00 (R$ 44,00), Batatas Fritas AR$ 115,00 (R$ 21,00), Parilla (gado ou frango) AR$ 280,00 (R$ 52,00) entre diversos outros itens.

As bebidas como água ou refrigerante custam AR$ 55,00 (R$ 11,00) e Gatorade AR$ 70,00 (R$ 13,00). Sobremesas como Salada de Frutas saem por AR$ 90,00 (R$ 17,00), Mousse AR$ 100,00 (R$ 19,00) e Flan Caseiro AR$ 95,00 (R$ 18,00). – Todos os preços são de Agosto de 2017 e as conversões efetuadas no câmbio de outubro de 2017, verifique os valores atualizados antes de viajar –

Entre todas as atrações do Cerro Chapelco Ski Resort a que mais nos encantou foi conhecer o Bosque de los Huskies. O lugar conta com pessoas incríveis e duas atividade principais: Trekking com Raquetes de neve e passeios com trenós puxados por huskies siberianos. Os preços atualizados dos tours podem ser conferidos aqui: bosquedeloshuskies.com.ar/central-de-reservas

Recomendamos começar com as raquetes de neve. Esta é uma atividade muito fácil e divertida, não requer nenhuma experiência prévia e pode ser realizada por pessoas acima de 5 anos. Os equipamentos fornecidos são bastões e raquetes especiais para caminhadas em todos os tipos de neve, praticamente sem afundar.

Os grupos sempre são acompanhados por um guia que vai ensinando tudo sobre a trilha que sobe, desce, atravessa córregos e chegam a lugares que só são alcançados através desta caminhada. Existem diferentes circuitos para entrar na floresta, com diversos graus de dificuldade e duração.

É lindo percorrer as trilhas entre as lengas com musgos verdes. Estas árvores ajudam a preservar a neve do cerro já que produzem sombra e retardam o aquecimento das áreas próximas ao solo.

O passeio segue até um iglu escondido na neve. Este domo geodésico é uma estrutura super resistente e seu interior permanece aquecido e seco. Aqui descansamos, tomamos um chocolate quente e recuperamos a energia para seguirmos de volta à base do Bosque de los Huskies.

A sede da empresa tem uma cabana aquecida com lareira, aqui recebemos as instruções dos passeios e tiramos todas as dúvidas.

Mas a experiência mais legal é encarar a emoção dos “trineos tirados por perros”, a antiga forma de transporte nas áreas mais remotas do mundo.

A manada é composta por 60 cachorros com raças Alaskan e Siberian Huskies. Os cães tem uma energia incrível, a genética e o treinamento são próprios para esta atividade. A energia é tanta que, inclusive nos dias em que não tem passeios o pessoal tem que sair com os animais para que eles possam correr.

Cada trenó carrega uma pessoa ou então um adulto e uma criança, desde que o peso somado não ultrapasse 100 quilos. O guia é chamado de “musher” e os cães nutrem um amor e obediência ímpar por este pessoal. Os comandos são aguardados com atenção e não importa quem dê as ordens, os cachorros só obedecem ao seu próprio musher.

Os passeios duram cerca de 25 minutos e podem ser realizados em qualquer condição climática, já que as pessoas vão protegidas dentro do equipamento impermeável.

Ficar naquela espécie de “sacola” em meio ao bosque de lengas cobertas de neve, escoltados em alta velocidade por cães, escutando somente o barulho do vento e os gritos dos mushers é uma sensação indescritível e inesquecível.

Ao todo são três quilômetros que alternam-se entre paradas para descanso dos cachorros e momentos que mesclam a sensação de estar em um tobogã e uma montanha-russa ao mesmo tempo. Os cães são muito bem cuidados e extremamente felizes em contato com a neve.

Este passeio ocorre desde a abertura do Centro de Esquí Chapelco, que geralmente acontece no final de junho e são oferecidos todos os dias até o final de setembro (ou início de outubro, dependendo da temporada) que é quando o centro fecha.

O cerro é um dos mais familiares da Argentina contando, inclusive, com o “Jardim de Neve”, um centro de atrativos completo para as crianças que passam todo o dia com recreacionistas, fazem as refeições, aprendem a esquiar e ainda tem aulinhas de espanhol.

O que vestir:

Existem dois sets básicos para vestir na região:

> Quem sobe a montanha e vai esquiar deve vestir-se em camadas, com calça térmica e segunda pele, depois calça impermeável, fleece e jaqueta corta-vento.

Os acessórios indispensáveis são meias térmicas, calçados impermeáveis, gorro, luvas para neve, cachecol (ou algo para cobrir o rosto e boca) e um óculos de neve.

Não esqueça de colocar nos bolsos internos da corta-vento um documento de identidade, manteiga de cacau para os lábios, seu cartão do seguro viagem para caso aconteça qualquer tipo de acidente, cartão de crédito e um pouco de dinheiro para emergências.

> Para aproveitar San Martin de Los Andes esqueça os vestidos longos, saltos altos ou roupas sociais, aqui todo mundo anda com “roupa de aventura” inclusive nos restaurantes mais caros. Claro que você não vai ficar com toda a roupa que utilizou em Chapelco, mas a calça impermeável, o fleece e o corta vento poderão ser utilizados sem medo de passar vergonha ao passear pela cidade.

Não precisa levar muita roupa, as peças de baixo você poderá lavar ao chegar no hotel, estender próximo aos aquecedores que na próxima manhã estarão sequinhas e prontas para usar novamente!

A maioria dos produtos para frio que vestimos são da Fiero, uma marca brasileira que tem roupas de qualidade internacional com preços bem mais em conta do que as concorrentes importadas. Confira o site deles: http://www.fieroshop.com.br

O Cerro Chapelco Ski Resort é uma das melhores opções para quem deseja fujir dos milhares de turistas que invadem San Carlos de Bariloche e Cerro Catedral. O que mais gostamos aqui é que esta é uma das estações preferidas de nossos hermanos argentinos, tornando-se uma ótima oportunidade de se conhecer gente legal e fazer novos amigos que ficarão em sua lembrança para o resto da vida.

Não perca nada desta viagem pela província de Neuquén, atualizamos constantemente novas matérias neste link: comerdormirviajar.com/tag/neuquen-provincia

Você encontrará nossas fotos no instagram.com/comerdormirviajar
Para ver tudo o que postamos durante esta viagem basta buscar pela tag #CDVTripNeuquen

Chapelco Ski Resort
M. Moreno 859
San Martin de los Andes
Neuquén – Argentina
+54 2972 429845
+54 2972 427845
chapelco.com

Bosque de los Huskies
Cerro Chapelco 1600 mts
San Martin de los Andes
Neuquén – Argentina
+54 9 294 4411881
+54 9 294 4935986
bosquedeloshuskies.com.ar

Comentários pelo Facebook
728x90

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here