O Hangaroa Eco Village & Spa tem em seu DNA a aura de mistérios e encantos da Ilha de Páscoa, aqui nos sentimos isolados do mundo sem perder o conforto e a sofisticação de um hotel 5 estrelas.

Não existe lugar mais transcendental do que Rapa Nui, o “umbigo do mundo”, também chamado pelos nativos de Te Pito o Henua (o fim da Terra), e quando se está na mais remota ilha habitada do mundo a coisa que a gente mais precisa é de uma boa cama, pessoas atenciosas para lhe ajudar se faltar alguma coisa e comida de qualidade que proporcione energia suficiente para passarmos o todo o dia conhecendo os icônicos Moais e a cultura única da Ilha de Páscoa. O Hangaroa Eco Village & Spa dá um show e cumpre com folga todos estes requisitos.

Nosso review do Hangaroa está dividido em três partes, nesta vamos falar sobre a hospedagem e estrutura do Eco Village.

  • Vídeo em 360° no final da matéria

Chegamos no Aeroporto Internacional Mataveri (IPC) cansados de um voo que levou cerca de 6 horas partindo de Santiago. O Aeroporto da Ilha de Páscoa é o mais remoto do mundo, o terminal aéreo mais próximo fica na Polinésia Francesa, a 2603 km (1617 milhas) de distância.

Uma dica super importante: Logo que você desembarcar do avião compre seu ingresso para o Parque Nacional Rapa Nui na “boletería” que fica antes mesmo das esteiras, é bem fácil saber a localização já que uma grande fila se forma neste local. Este ingresso será necessário para visitar Orongo e Rano Raraku – a Fábrica de Moais. O valor é de CL$ 54.000 ou US$ 80,00 para adultos e CL$ 27.000 ou US$ 40,00 para crianças. É sempre bom certificar-se do valor de conversão das moedas no momento de sua viagem para saber qual levar. Em 01/2017 os valores tanto em Dólar quanto em Pesos Chilenos estavam por volta dos R$ 260,00 (ingresso adulto). O ingresso tem validade de 10 dias contados à partir da primeira visita ao Parque Nacional, não esqueça de levar este ticket sempre que sair para um passeio.

Com apenas um portão de embarque o pequeno aeroporto fica um caos a cada chegada de novos turistas que se espremem ansiosos por suas malas entre várias caixas de isopor cheias de suprimentos vindas do continente. A esteira é estreita e algumas bagagens caem durante o trajeto, portanto é legal prestar bastante atenção para não ficar esperando por uma mala que esteja caída por ali.

Os diferenciais da eco vila Hangaroa começam aqui mesmo no Mataveri, quase todos hotéis e pousadas buscam os hóspedes no aeroporto, mas quem está hospedado no Hangaroa é recepcionado com lindos colares de flores naturais e o traslado é feito em uma confortável van.

O Hangaroa está instalado num local privilegiado da Ilha de Páscoa, junto a orla do Oceano Pacífico, a 2 km do centro e de atrações como a Praia Pea, Mercado Artesanal Municipal, Iglesia Hanga Roa, Ana Kai Tangata e o lindíssimo Ahu Tahai fica a 3 km. Levamos menos de 15 minutos no transfer do aeroporto e ficamos arrepiados ao avistar as primeiras construções com telhado verde.

O lobby projetado pela designer de interiores Paula Gutierrez Erlandsen é impressionante. A inspiração foram as casas tradicionais dos Rapa Nui. Os móveis são todos personalizados, com predominância das cores laranja, azul celeste e esmeralda contrastando diretamente com os imponentes troncos de árvores, pedras e paredes de barro escuro, o desenho principal sugere uma canoa virada para baixo.

Embora este seja um hotel de luxo, o atendimento é pessoal e carinhoso. O check-in é feito com um brinde de suco de laranja natural e os hóspedes são presenteados com uma lanterna / chaveiro que ajuda no deslocamento na propriedade à noite. Preencher a papelada tradicional fica fácil com o cheiro doce das flores recém colhidas.

Enquanto seguíamos para nosso quarto pudemos ter uma visão panorâmica da construção do complexo Hangaroa Eco Village & Spa e seus telhados gramados que nos pareceram ter sido moldados pelo vento. Além de dar um charme especial a cobertura viva tem a função de isolar a temperatura dos quartos e reciclar a água da chuva.

Tudo foi ecologicamente pensado para homenagear a antiga aldeia de Orongo à beira do agora extinto Vulcão Raro Kau. Muitos dos elementos que compõe este complexo são baseados na geografia peculiar da Ilha e com o entorno de Rapa Nui.

Ao todo são ofertados 69 quartos na categoria Kainga e 5 Suites Maunga. Ficamos hospedados na Kainga, a diferença das Maunga é que elas tem até 78 m², pé direito mais alto, dois banheiros e sala de estar. Em ambas as categorias, pode-se optar pela tarifa Bed & Breakfast ou a Premium, sistema all inclusive que cobre todas as refeições e os passeios pela ilha (falaremos sobre a gastronomia no próximo post).

Todos os quartos e as 5 suites são construídos com matéria prima local como argila, troncos de cipreste, muita rocha vulcânica e incorporam tecnologia ecológica de última geração (tecnologia verde) que regula a temperatura, consumo de água e eletricidade, além de minimizar ruídos e eliminar campos electromagnéticos (electrosmog).

Os quartos Kainga tem uma área com cerca de 47 m², terraço privativo e uma enorme cama king envolta em edredons e travesseiros macios.

Os espaços curvos, insulares e orgânicos do quarto guardam uma banheira de argila e uma pia esculpida em pedra vulcânica, ambas feitas à mão, além de um box cilíndrico com ducha massageadora, tanto aqui quanto na área privada a iluminação é com luz natural proveniente de claraboias gigantes.

O Amenitie kit é bem completo e traz diversos produtos com elaboração ecologicamente correta e sustentável além de sets para diversas ocasiões.

Os dormitórios não possuem televisores, segundo os idealizadores do Hangaroa isto ajuda a sentirmos a energia mágica da Ilha de Páscoa, facilita o contato com os antigos povos Rapa Nui e nos convida a um profundo descanso. Em compensação tem internet wireless disponível em todos os quartos para pessoas que, como nós, adoram atualizar as redes sociais e passar dicas em tempo real. A conexão é irregular e com mau tempo chega a desaparecer, mas isto não foi problema, já que na recepção e nos restaurantes o sinal é rápido e eficiente.

O sofá-cama pode ser utilizado por crianças. A preocupação com o meio ambiente está até nas latas de lixo, que têm duas seções, uma para resíduos orgânicos e outra para não-orgânicos. Um ventilador de teto fica posicionado acima da cama e o ar condicionado é de fácil configuração, para quem prefere não utilizar estes recursos pode usufruir do enxoval extra no roupeiro, que também dispõe de roupões e chinelos personalizados.

As comodidades se estendem para os armários onde encontram-se o minibar de boas-vindas com refrigerante, águas e cervejas grátis (sem reposição). Uma garrafa grande de água é entregue diariamente pelo serviço de quarto como cortesia, deixada sobre a grande bancada que é ótima também para trabalhar e recarregar a energia de todos os gadgets. Ainda nos armários estão o cofre digital, a cafeteira e diversos refis de cafés e chás.

O Hangaroa Eco Village foi concebido segundo a filosofia Kainga, que tem em suas bases um profundo respeito pela mãe natureza nutrindo espiritualmente o mundo que estamos conectados. Por isto tanta preocupação com a preservação e desenvolvimento dos recursos naturais e culturais, uma contribuição para as futuras gerações de habitantes de Rapa Nui.

Seguindo pelos caminhos de pedra que dão acesso aos quartos é impossível não se impressionar com a arquitetura, visivelmente ligada á terra e seus recursos.

Estes caminhos ficam ainda mais fascinantes e espetaculares à noite, com o estrelado céu de Easter Island.

Outra retribuição do Hangaroa Eco Village para a comunidade local é ter como parceira para excursões a companhia de turismo local Mahintur, que atua desde os anos 1990 com as experiências turísticas e culturais dos Rapa Nui. A agência fica junto à recepção.

O complexo de piscinas do resort, chamado de Vaitea, lembra muito a cratera do vulcão do Orongo com a simbologia dos lagos e áreas verdes. O espaço é cercado por espreguiçadeiras acolchoadas e grandes guarda-sóis.

Um dos orgulhos do Hangaroa é o Spa Manavai, uma espécie de refúgio no centro do complexo com diversos tratamentos, muitos deles utilizando produtos naturais da ilha. O ambiente foi criado para proporcionar um profundo relaxamento e se compromete com a renovação do corpo e da alma.

A construção é muito bonita e merece uma visita mesmo por quem não pretende fazer nenhum tratamento.

São diversas salas equipadas para massagens, sauna finlandesa, sauna de areia, tratamento com pedras quentes e até mesmo uma sessão de yoga no chão de areia branca ou a utilização de antigas técnicas de purificação física e mental herdadas do povo Rapa Nui.

A responsabilidade social do Hangaroa foi algo que realmente nos chamou muita atenção, começando pelo tratamento dado aos funcionários e suas famílias que participam de diferentes atividades com o objetivo da melhora da qualidade de vida de cada um chegando até as políticas de sustentabilidade e reciclagem que são adotadas em toda a propriedade.

Dicas:

> As crianças se dão bem com o hotel, que conta inclusive com serviço de babysitting providenciado mediante solicitação, mas não existem quartos interligados ou instalações específicas para os pequenos.

> A Ilha de Páscoa é linda de se visitar durante todo o ano. A alta temporada vai de janeiro a março, neste período o tempo está mais estável, as acomodações são mais escassas e automaticamente os preços são mais elevados, especialmente durante o Tapati Rapa Nui Festival que acontece entre o final de janeiro e a metade de fevereiro. Os meses de julho e agosto geralmente são os mais frios.

> Recomendamos ficar pelo menos 6 noites no Hotel Hangaroa. Nós ficamos 4 noites, conseguimos explorar bastante da Ilha de Páscoa, mas faltaram algumas atrações e não tivemos tempo para curtir o Spa Manavai.

> Se você optar por não fazer os passeios com a agência Mahintur (que fica no hotel), recomendamos que faça um passeio organizado com um guia local no seu primeiro dia para ter uma noção ampla do que a Ilha de Páscoa tem para oferecer, depois pode alugar um carro ou até mesmo utilizar as bicicletas do Hangaroa para começar a se aventurar.

> O hotel é frequentado em sua maioria por norte americanos e europeus portanto a língua preferida pelos funcionários e hóspedes é o inglês, em segundo lugar o espanhol.

> Pequeno dicionário Rapa Nui: Manavai = Estufa de pedras; Vaitea = Águas cristalinas

O Hangaroa Eco Village & Spa é um lugar com beleza natural e arquitetura ímpar no mundo, um espaço que respeita a natureza e mantém a cultura milenar Rapa Nui viva. Visitar a Ilha de Páscoa era um sonho de infância, estar neste resort foi a realização deste sonho amplificada, nos tornamos parte ativa deste lugar mágico.

Não perca todas nossas matérias sobre a Ilha de Páscoa neste link: comerdormirviajar.com/tag/ilha-de-pascoa

Você encontrará nossas fotos no instagram.com/comerdormirviajar
Para ver tudo o que postamos sobre a Ilha de Páscoa basta buscar pela tag #CDVTripIlhaDePascoa

Hangaroa Eco Village & Spa
Av Pont S/N
Región de Valparaíso
Isla de Pascua – Easter Island – Chile
+56 2 2957 0141
www.hangaroa.cl

Comentários pelo Facebook
728x90

10 COMENTÁRIOS

  1. Eu já estive aí, adorei, a matéria está fazendo juz à esta linda experiência.

  2. Gosto muito de viajar, mas percebo que necessito me aprimorar e as dicas que encontro no Comer. Dormir. Viajar. são muito úteis! Valeu, obrigada.

  3. Ilha de Páscoa é um destino que ainda não conhecemos mas que queremos muito ir. Gostei da resenha e com certeza já anotei a dica. Quem sabe iremos em breve, é?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here