O Hualapai Lodge é um charmoso hotel decorado e administrado por índios americanos da tribo Hualapai, localizado na pequena cidade de Peach Springs no Arizona. Neste post contamos tudo o que encontramos na propriedade.

Confesso que quando reservamos o Hualapai Lodge, uma das únicas hospedagens na cidade quase-fantasma de Peach Springs, esperávamos encontrar um hotel bem simples e sem muita estrutura, ledo engano, esta se tornou uma das melhores relações custo x benefício desta viagem e uma experiência inesquecível.

Localizado no trecho mais longo da Histórica Rota 66, este é um dos pontos de partida para os viajantes que desejam explorar o Grand Canyon West Rim e curtir rafting, passeios off road, trekking, pesca, caça e várias outras opções de atividades na região.

Este charmoso lodge é também uma forma de conhecer melhor a cultura única do povo Hualapai, a tribo indígena com cerca de 2.300 integrantes que vive nas montanhas do Arizona.

Os Hualapai ainda preservam seu próprio sistema político e língua e são os responsáveis por todas as atividades na região do Grand Canyon West, esta foi a forma de o governo americano recompensar os massacres que a tribo enfrentou nos séculos passados.

O atendimento desde a recepção foi super amigável, profissional e eficiente, o pessoal está sempre pronto para tirar todas as dúvidas e ajudar no que for necessário. É nesta parte do hotel que concentram-se os serviços de concierge e pode-se agendar os famosos tours no Grand Canyon.

Nos sentimos totalmente envolvidos na cultura Hualapai assim que cruzamos a porta do Lodge. O teto de madeira abobadado, simulando as moradas indígenas originais e os artesanatos em volta da lareira de pedra, construída especialmente para deixar o ambiente mais confortável em todas as estações do ano, nos incentivaram a começar e terminar nossos dias compartilhando aventuras com os novos amigos que conquistamos por aqui.

Ao todo o Hualapai Lodge possui 54 quartos e todas as áreas de uso comum são ornamentadas com autênticas obras de arte indígenas e várias peças de taxidermistas famosos.

Todos os quartos são espaçosos, a limpeza é impecável e a decoração de muito bom gosto, com estampas tradicionais. As opções de ambientes oferecem camas King ou duas camas Queen, TV com vários canais por assinatura, escritório, mini geladeira, microondas, aquecimento e um potente ar condicionado que dá conta do calor escaldante que faz nesta região durante o verão.

A qualidade da internet WiFi é excelente, conseguimos chegar no apartamento, trabalhar nas fotos e vídeos capturados durante o dia e ainda enviar tudo para o sistema de backup na nuvem sem problemas.

O banheiro tem uma grande bancada de mármore, muitas toalhas extras, um secador de cabelos que nem foi utilizado devido à baixíssima umidade do ar no Arizona e uma banheira que foi super utilizada exatamente para amenizar o desconforto do clima desértico. Todos os amenities são de origem orgânica, com excelente qualidade e repostos diariamente.

Além disso, comodidades como máquina de gelo nos corredores e tudo o que é necessário para fazer café no quarto são fornecidas sem nenhum custo extra.

Outra atração bem interessante do Hualapai Lodge é a loja de souvenirs que conta com muitos artesanatos, produtos locais e artigos especializados da Route 66, vale a pena explorar!

O café da manhã acontece sempre no Diamond Creek Restuarant, especializado em culinária americana e a melhor opção de restaurante para quem cruza Peach Springs.

Este é um ícone da Rota 66 devido ao seu clássico Devastator Taco, um taco gigante, cheio de feijões, carne, alface, tomate, queijo e muito molho, pesando quase 6 quilos. Quem comê-lo em 60 minutos ou menos ganha uma camiseta e uma foto na parede da fama, além de não pagar a refeição.

A decoração do restaurante é clássica, com muitos quadros que retratam as belezas da região. O ambiente é confortável, com mesas para grandes famílias mas com espaço suficiente entre elas para que todos possam conversar sem ser incomodados pelo barulho.

O café da manhã que está incluído na diária é bem servido. Uma sala grande fica disponível para que os hóspedes possam torrar seus bagels, utilizar forno elétrico ou servir-se de sucos variados.

As opções disponíveis são cereais, doces, pães, iogurtes, torradas… Para quem desejar existe também a opção de pagar uma taxa extra de US$ 5,00 por pessoa e incluir no café da amanhã alguns pratos quentes como omeletes e panquecas, no nosso caso não achamos necessário.

As frutas disponíveis também são de boa qualidade e bem frescas. Se levarmos em conta que estamos no meio do deserto e em uma região pouco frequentada, este é um banquete que valoriza ainda mais a hospedagem no Hualapai Lodge.

Aproveitamos para fazer outras refeições no Diamond Creek Restuarant como almoços e jantares. Gostamos muito dos sabores caseiros e do cardápio bem típico, servindo desde omeletes e saladas até hambúrgueres e pizzas, além de sobremesas.

Experimentamos o Hualapai Taco, que na língua indígena é chamado de “Hwal’bay Gwe’say Miyal”, estava delicioso e com ótimo preço US$ 8,99. Outra excelente pedida foi o Hualapai Stew, o ensopado favorito dos tribais que vem acompanhado com o famoso pão frito que é o símbolo do restaurante. US$ 9,99. (Valores em 07/2017)

Durante a nossa estadia encontramos diversas promoções com ótimos preços, principalmente se levarmos em consideração o tamanho dos pratos. Aqui tudo foi pensado para dar energia suficiente para os turistas que geralmente tem os dias repletos de aventuras no Grand Canyon.

O cardápio contempla diversos outros pratos, almoçamos e jantamos hambúrgueres gigantes, carnes, peixes, massas e sanduíches com valores sempre entre US$ 8,99 e US$ 14,99. (Preços em 07/2017)

Aproveitamos nossa estadia no Hualapai Lodge para conhecer um pouco mais da cidade de Peach Springs e a região que tem um clima seco e ensolarado com 286 dias de sol por ano. Segundo o último senso, de 2010, a população total do município é de 1.090 habitantes.

A linha ferroviária histórica BNSF Railway fica bem atrás do hotel e os trens passam a cada 15 minutos praticamente 24 horas por dia. Como existe um cruzamento de veículos nesta parte dos trilhos o trem acaba sempre fazendo aquele som estridente de apito-buzina.

Nosso quarto se localizava bem no meio do hotel e apesar de ganharmos tampões de ouvido no momento do check-in não precisamos utilizá-los em nenhum momento. A dica é ligar o ar condicionado, aquele ruído contínuo do motor somado ao bom isolamento acústico do Hualapai Lodge fez com que esquecêssemos completamente que um trem passava por ali.

O Walapai Market fica bem em frente ao lodge e foi fundamental para pegarmos água e sucos (itens indispensáveis neste deserto). O mercado tem tudo que é necessário para os moradores e campistas com bons preços.

Avaliamos o Hualapai Lodge como uma das melhores acomodações em Peach Springs, principalmente pelo preço médio de US$ 140,00 a diária no verão e a proximidade com os atrativos incríveis do Grand Canyon West Rim. Ficaremos com saudades da hospitalidade e ótimos momentos que passamos por aqui.

Para fazer a sua reserva no Hualapai Lodge utilize nosso link do Booking.com, assim nós ganhamos uma pequena comissão para manter o blog firme e forte, você não paga nada a mais por isso e ainda consegue ótimas promoções! booking.com/hotel/us/hualapai-lodge

Não perca todas nossas matérias sobre a região neste link: comerdormirviajar.com/tag/arizona

Você encontrará nossas fotos no instagram.com/comerdormirviajar
Para ver tudo o que postamos nesta viagem basta buscar pela tag #CDVTripGCW

Hualapai Lodge
900 AZ-66
Peach Springs
Arizona – USA
+1 888 868 9378
grandcanyonwest.com/hualapai-lodge-and-route-66.htm

Mais uma experiência tradicional americana em nosso álbum: Mãos Pelo Mundo.

Comentários pelo Facebook
728x90

6 COMENTÁRIOS

  1. já fiz muitas viagens, e tive muitos bons momentos graças ao que eu li no Comer Dormir Viajar, muito obrigado, continuem assim

  2. Olá! Para falar a verdade só estava esperando vcs irem lá,para saber se valia a pena…e pelo que vi é ótimo! obrigada pela dica!:o)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here