O Tour Linha Bella nos fez voltar no tempo e admirar a vida simples das pessoas incríveis que trabalham provendo produtos de qualidade para Gramado e toda Serra Gaúcha. Visitamos pequenas propriedades, admiramos as construções típicas e pudemos ver de perto o processo de produção rural no agronegócio familiar.

Tudo começa na Praça das Etnias, quase em frente à rodoviária de Gramado. Todas as segundas, quartas e Sextas-feiras uma charmosa Jardineira sai do ponto às 9:00 com a missão de alegrar os visitantes e mostrar um pouco da herança dos imigrantes italianos em uma das regiões mais belas da Serra Gaúcha com guias e motoristas competentes e divertidos.

O passeio que durou mais de 6 horas foi conduzido pelo motorista Sérgio e o guia Everton Carvalho. Antes de seguirmos para a Estrada Linha Bonita a jardineira passa pelos hotéis e pousadas de Gramado pegando os passageiros que reservaram o Tour Linha Bella, é uma forma legal de ver por outro ângulo as belezas da cidade.

A primeira parada é na Vinícola da Família Masotti, onde fomos recepcionados pelo simpático Sr. Euclides Masotti e sua esposa.

A vinícola é especializada em sucos e vinhos coloniais desde 1931, que foi quando o avô de Euclides ganhou um concurso de “a melhor uva” e foi premiado com uma máquina para produção de vinho artesanal.

O Sr. Masotti nos acompanha até a fábrica da propriedade e apresenta de forma simples, didática e objetiva as curiosidades e particularidades da produção de sucos e vinhos. É uma palestra rápida mas com conteúdo intenso, ali aprendemos um pouco da história do vinho, o processo de fermentação, produção e armazenamento.

O passeio termina na loja da vinícola onde pudemos degustar livremente os vinhos e os sucos de uva, inclusive o suco integral que é o carro chefe da empresa.

Dica: Leve dinheiro para o Tour Linha Bella. Você irá encontrar ótimos produtos com bons preços, mas as lojinhas não aceitam cheques, cartão de crédito ou débito devido a baixa infraestrutura de telefone e internet da região, somente dinheiro em espécie é aceito.

Além dos ótimos sucos e vinhos existe a possibilidade de comprar alguns outros produtos de excelente qualidade como biscoitos caseiros, pães e geleias de figo, uva, laranja, morango…

Antes de voltar para jardineira aproveite para conhecer um pouco dos arredores da propriedade, tem muita natureza e lindas plantas para qualquer lado que se olhe.

O cuidado do pessoal do Tour Linha Bella com seus passageiros é tanto que eles colocam até um banquinho para ajudar os mais idosos a entrar no ônibus.

Depois de rodar por alguns minutos em meio às lindas vistas do interior de Gramado observando as construções, galpões e estufas de fumo chegamos ao centro da Localidade de Linha Nova onde fica o marco zero da colonização italiana na cidade.

Aqui aprendemos como foi criada a cidade de Gramado, visitamos o primeiro açougue e abatedouro na região e também o primeiro mercado, que vendia de tudo que o agricultor precisava.

Bem em frente ao marco zero da Linha Nova se encontra a primeira igreja de Gramado, dedicada ao padroeiro São José.

Depois de muita cultura e informação é hora de conhecer a lojinha da família, tomar um chimarrão com os anfitriões e encher as sacolas com produtos caseiros, queijos, copas e linguiças.

Esta é uma das paradas mais pitorescas de todo o trajeto, tudo aqui é artesanal e autêntico, desde os quadros nas paredes até a geniosa ameaça aos maus pagadores, uma verdadeira imersão no mundo dos moradores desta região.

A próxima parada foi no Casarão da Família Visenzo Marcon, também conhecido como Velho Casarão. Aqui tivemos a oportunidade de ouvir a inspiradora história de vida do Sr. Visenzo Marcon, um italiano que chegou no Brasil sem nada, passou fome e frio chegando a morar junto da esposa e dos filhos por dois anos no oco de uma árvore, deu a volta por cima e construiu a casa onde hoje vive a quinta geração da família.

Toda a trajetória da família é narrada de forma leve e descontraída, a vontade é de ficar ouvindo aquelas pessoas por horas e horas a fio.

A apresentação é detalhada e ficamos sabendo como era o trabalho no final do século XIX, os costumes familiares entre outras peculiaridades de suas vidas.

Aproveite para observar a antiga arquitetura de pedras empilhadas e tente descobrir para que servia cada peça de mobília e ferramentas que estão expostas no museu do Velho Casarão.

Depois de ouvir muitas histórias é hora de mais degustações e de conhecer a lojinha familiar que vende geleias diversas, maravilhosas rosquinhas de coco, doces variados, biscoitos, licores e artesanatos produzidos pelos moradores da casa.

Aproveite para passear nos arredores e contemplar a produção de ovelhas e diversas árvores frutíferas, a família Marcon faz questão de mostrar e explicar tudinho.

Seguindo por mais alguns quilômetros com a Jardineira chegamos ao Moinho Cavichion de Linha Nova e fomos calorosamente recebidos pela Maristela e sua família. Neste ponto conhecemos as propriedades que formaram as vilas de imigrantes italianos e alemães.

A divertida Maristela dá um verdadeiro show em sua apresentação que narra de forma muito autêntica (mudando por diversas vezes a entonação vocal, cantando e falando rapidamente) toda a chegada, instalação e formação das famílias dos primeiros habitantes da região.

Depois do show de história seguimos para a demonstração da produção de farinha de milho feita no moinho colonial, com muita informação sobre o próprio moinho e sobre o cultivo do arroz, milho e cereais, explicando cada etapa da moagem. Aqui também é possível comprar muitos produtos artesanais.

A última parada do Tour Linha Bella é na famosa Cantina. Fomos recebidos com muita música típica, animação e simpatia pelos criadores do roteiro, Luciana, Antônio e toda sua equipe.

A Cantina Linha Bella é um restaurante, fabrica de massas artesanais com distribuição em toda a região da Serra Gaúcha e Metropolitana de Porto Alegre e também uma pousada familiar.

O ambiente interno é muito bonito e aconchegante, a decoração rústica simula as antigas cantinas italianas que ficavam nos porões das residências para que os trabalhadores que estavam com as roupas sujas da lida no campo pudessem se alimentar sem precisar passar por dentro da casa, que ficava na parte superior.

O buffet é super completo e preparado no fogão a lenha, os visitantes podem se servir a vontade e repetir quantas vezes quiserem. Toda gastronomia é baseada nos pratos típicos rurais como saladas variadas, arroz, feijão, galeto, carne suína assada, linguiças e muitas massas com diversos molhos.

O carro chefe é a famosa Polenta Brustolada com queijo derretido, feita com a receita secreta da nona, mas eles também tem uma polenta cremosa fantástica que nos despertou aquela memória afetiva das refeições em família aos domingos.

Durante todo o tempo violeiros e sanfoneiros tocam clássicos musicais gaúchos e italianos deixando o clima super divertido e elevando o nível de nostalgia da refeição. É incrível ver o amor destas pessoas pelo seu lugar de origem e por todos que os visitam.

A energia é tão grande e contagiante que muitos turistas decidem entrar de vez no clima e participam de diversas danças e brincadeiras musicais, esta é a hora de rir muito e se divertir ao máximo com este povo encantador.

A sobremesa é incluída no almoço e também tem muita fartura como o famoso sagu com creme, pudim de leite, doce de pêssego em calda, pavê, doce de maracujá, quindão, torta de bolacha com coco, e muitas outras delícias.

Ao final do almoço todos são convidados a cantar e dançar o clássico italiano de Miguel Guggiana: La Bella Polenta, uma música que homenageia o prato mais tradicional da culinária italiana.

Em poucos minutos todos já estão familiarizados com a coreografia e a festa contagiante toma conta de toda a cantina.

E não pense que para por aí, a comitiva de músicos e funcionários da cantina entra junto com os visitantes na jardineira e a festa continua por mais vários minutos, não tem como não se encantar com este que sem dúvidas é o almoço mais animado do Rio Grande do Sul.

O Tour Linha Bella foi uma das experiências mais legais que já vivenciamos em Gramado. É indescritível ser tão bem recebido nas casas dos moradores, que tem sempre um sorriso no rosto e muita disposição para contar cada detalhe de sua história e do árduo esforço para colonização das terras íngremes das Serras Gaúchas.

Foi um dia totalmente dedicado a ouvir grandes lições de vida, entender melhor a cultura, religiosidade, folclore e tradições dos imigrantes italianos e alemães além de experimentar deliciosos vinhos, sucos de uva e a rica gastronomia típica da região.

Não perca todas nossas matérias sobre a região neste link: comerdormirviajar.com/tag/serra-gaucha

Você encontrará nossas fotos no instagram.com/comerdormirviajar
Para ver tudo o que postamos nesta viagem basta buscar pela tag #CDVTripGramado2017

Tour Linha Bella
Estrada para Linha Bonita n° 4250
Gramado – RS – Brasil
+55 54 3286 9306 / 99120 9496
tourlinhabella.com.br

Comentários pelo Facebook

728x90

1 COMENTÁRIO

  1. Adorei esse blog emocionante!Vc viaja pelo mundo mesmo? Quero ser como vc!Amo viajar e quero conhecer gramado… as suas dicas foram muito uteis

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here